quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

a m---@ é a mesma, o pêlo é que é diferente

Como aqui faz muito frio saio pouco à noite. Por isso navego um pouco na internet. Numa dessas viagens, e enquanto procurava notícias siberianas para partilhar, encontrei este pequeno texto sobre o esquilo siberiano:

“Ao comprar um esquilo da Sibéria para animal de estimação escolha um animal novo pois se já for adulto pode ser difícil, ou mesmo impossível, de domesticar. Estes animais devem ser acomodados em gaiolas individuais, contendo um só esquilo, e devem ser o maior possível com ramos, troncos, cordas, etc. para o animal fazer exercício. Um esquilo da Sibéria não deve de ser deixado solto em casa sem estar alguém a supervisionar as suas brincadeiras.”
“(..)Eles gostam de mudar de ninho (...) por vezes até usam um como celeiro e outro como dormitório”
“(...) Eles são solitários e não vivem aos casais.São animais muito bonitos e muito vivos. Encontram-se facilmente nas nossas lojas de animais.”
“Ao apanhar o seu esquilo nunca o deve segurar pela cauda pois ela pode facilmente partir-se”.


Façamos agora um exercício. Voltem a ler o texto de novo mas onde se lê esquilo coloquem “homem”; onde se lê “lojas de animais”, coloquem “lojas de artigos de desporto”. Como se vê vai sempre dar ao mesmo independentemente da espécie. E quanto a cauda, bem, substituam pelo que quiserem.

2 comentários:

Okelani disse...

Eu parto-me a rir... mas de onde é que te veio a ideia de substituir o esquilo pelo homem???

nitpicker disse...

porque vai tudo dar ao mesmo. no reino animal seja esquilo, homem, boi ou cavalo é tudo igual. o texto que da para uns da para outros. jinhos