quarta-feira, 2 de maio de 2007

Aceleras da calçada

O “Times On Line” publica hoje o resultado de um estudo liderado por Richard Wiseman (com um nome destes esperavam-se outros interesses, mas enfim…), professor de Psicologia na Universidade de Hertfordshire, segundo o qual a velocidade a que caminhamos aumentou em 10% desde 1994, data do último estudo.
A investigação foi conduzida em 32 cidades e a campeã em peões aceleras é, pasmem de espanto, Singapura! Uma cidade asiática...i did not see that one coming! A culpa, dizem, é da tecnologia hoje ao nosso dispôr, que nos torna impacientes e convictos de que podemos fazer tudo, advindo daí consequências para a nossa saúde e vida social.
Mas tenho outro interesse para além do resultado do estudo. O artigo no “Times” termina com um questionário de 7 perguntas às quais podemos responder de modo a descobrir se somos, também nós, aceleras da calçada. Cinco ou mais respostas positivas significa que sim.
Ora eu quero através deste meio, e revelando as minhas respostas, provar à minha família e aos meus amigos que eles estão errados a meu respeito quando dizem que preciso abrandar o meu ritmo de vida e que ando demasiado depressa. Isto porque apenas UMA vez respondi SIM neste questionário de elevadíssimo rigor cintífico. Senão vejam:

Do you seem to glance at your watch more than others?
Não. Estou sempre tão ocupada e tão absorvida com o meu relógio que não tenho tempo para ver se os outros olham muito para o relógio ou não.

When someone takes too long to get to the point, do you want to hurry them along?
Não. Porque quando finalmente “they get to the point” eu já lá não estou.

Are you often first to finish at mealtimes?
Não. Porque enquanto estou a comer estou a ver as notícias, a falar ao telefone e a navegar na net.

When walking along a street, do you feel frustrated because you are stuck behind others?
Não. Nunca fico “stuck behind others” porque consigo andar mais depressa do que eles.

Would you become irritable if you sat for an hour with nothing to do?
Não. Tenho sempre tanta coisa para fazer que não disponho de uma hora sem nada para fazer.

If you are caught in slow-moving traffic, do you seem to get more annoyed than other drivers?
Não. Fico um nadinha mais irritada do que os que vão à minha frente mas seguramente menos do que os que vêm atrás.

Do you walk out of restaurants or shops if you encounter a short queue?
Sim. Pronto, esta é então a única resposta positiva. É que se tiver uma fila pequena é porque não é lá muito bom. Se fosse tinha uma fila grande, né?


Espero que não levem a mal ter deixado as perguntas em inglês, língua original do estudo e do questionário. É que assim o blog parece, sei lá, interessante e eu pareço, tipo, esperta. Além disso com tantas palavras em inglês o pessoal vai ao Google à procura não importa de quê e caem aqui que nem tordos. O contador agradece.

2 comentários:

Okelani disse...

Asbsolutely MAGNIFICENT... as usual!

I love it... e o pior é que há muita verdade aí pelo meio ;-)

Anónimo disse...

Olá amiga! com que então não és acelera? enganas bem...e acho que nas tuas respostas enfim.. existem algumas coisas que não são bem assim! Quanto a mim, em 7 respondi a 4 sim..portanto estou no bom caminho:) E tu, cuida-te! Td de bom! Beijos. Rick