quarta-feira, 21 de março de 2007

Alexandre O'Neill

Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra «amigo».
«Amigo» é um sorriso

De boca em boca,
Um olhar bem limpo,
Uma casa, mesmo modesta,
que se oferece,
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
«Amigo» (recordam-se, vocês aí,

Escrupulosos detritos?)
«Amigo» é o contrário de inimigo!
«Amigo» é o erro corrigido,
Não o erro perseguido,

explorado,
É a verdade partilhada, praticada.
«Amigo» é a solidão derrotada!
«Amigo» é uma grande tarefa,

Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
«Amigo» vai ser, é já uma grande festa!

1 comentário:

snow disse...

Parabéns amiga pela selecção de poemas que fizeste a propósito deste dia mundial da poesia. Infelizmente já escasseiam os poetas e tão pouco há clubes para celebrar os poetas mortos. Mas é bom lembrar que a palavra não só fere, acusa ou ofende. Ela também celebra a vida, dá cor aos nossos sentimentos e aproxima-nos dos deuses. Ainda bem que tens no teu espólio tamanha riqueza, que não se consegue medir em bens materiais. És infinitamente rica em cultura, em sabedoria e em humanidade.
Vivam os Poetas!
Beijinhos